quinta-feira, 20 de dezembro de 2007

Na fábrica de charutos Dannemann, de São Felix







4 comentários:

renata vn disse...

Muito legal esse tour pela fábrica: o prédio, as instalações, a organização, as artesãs do tabaco e seus figurinos...
Também não sou chegada a charutos(acesos),mas o tabaco em geral,seus aromas, e seu manuseio (até antes da "industrialização em massa") sempre me atraíram.
Sua narrativa sobre o modus-operandi e a preocupação "ecológica"também impressiona, e dá-nos a conhecer o lado não divulgado de empresas que--por ignorância-consideramos predadoras ou maléficas à saúde pública...
Tomara que-quando você postar as outras fotos do local-a MATILDA compareça para abrilhantar os comentários, pois é profunda conhecedora do assunto,e descende de família tradicional do ramo(Veja um post meu pra ela há uns 15 dias, perguntando sobre "Beijos Perfumados"): com certeza ela irá incrementar os detalhes e dar um banho de know-how + poesia no assunto em questão!!!
Bj,

Anônimo disse...

Renata VN, mesmo que processo de produzir o tabaco não fosse maléfico, o produto faz um mal desgraçado à saúde do indivíduo, e, por extensão, à saúde pública.
É a sórdida vingança da cultura nativa das Américas (dita indígena) contra a cultura européia invasora, como se dissesse: "vocês nos exterminaram em breves anos, mas nós vamos exterminá-los por séculos afora, lentamente"...
(Daniel)

Bia disse...

Prezados senhores
Até onde sei minha familia, precisamente meu tataravo , ou mais , era um dos donos desta fantastica fábrica!
O sobrenome de minha avó paterna era ,por parte de mãe, Duarte de Oliveira ,e por parte de pai, Araujo. Tenho ainda uma parte enorme da familia ,vivendo em Salvador! Mas sekmpre ouvi de minha avó, Virginia Duarte de Oliveira Araujo, e do meu pai ,que nossos antepassados eram de Cachoeira de São Félix!
Infelizmente as "fontes estão indo embora ! Atualmente ,em São Paulo , onde moro, só tenho duas tias ,irmãs de papai ,já em idade avançada, que vez ou outra nos contam deste passado que tanto me interessa!
Peço pois a grande gentileza de ,se realmente existir alguma informação sobre este meu antepassado,Bento de Araujo ,ou Arnaldo de Araujo, me deixem saber!!
Muito grata
Beatriz Maria da Rocha e Silva
P.S.O sobrenome daRocha e Silva eh de meu avô paterno ,natural de Natal (R.N) que casou se com a minha avó Virginia Araujo, de Salvador>

laura r. disse...

Olá Bia
Apenas hoje vi o comentário tão simpático que vc deixou no nosso blog.
Não, infelizmente não sei nada sobre seus antepassados.
Mas a fábrica continua sendo uma lindeza, e muito bem administrada, por gente que parece valorizar a cultura e a história da nossa gente. Você já escreveu para eles, para ver se eles têm por acaso fotos antigas e/ou documentos históricos?
Se conseguir descobrir alguma coisa, me avisa? Estou curiosa!
abração
laura