segunda-feira, 3 de dezembro de 2007

Oficina Brennand




4 comentários:

Garoto do Capuz disse...

lugar curioso... Acho que meus pais tem alguma coisa dele.

e quanto aos azulejos, já me contento com o padrão azul+branco bem valentiano (ou valentiamo, sei lá) mesmo. vocês deveriam ter levado a parede do Bairro Peixoto junto, sabe-se lá o que os novos donos fizeram com ela!

agora me ocorre a frase de uma conhecida sambista que ao decorar sua nova moradia disse para o mestre de obras: "azuleja tudo, meu filho! dá menos trabalho pra limpar essa casa toda!"

beijos.

Cristina disse...

Que luxo!

Jaqueline Martins disse...

Esse lugar é muito interessante, muito bonito mesmo, diferente, tem um clima estranho, meio medieval, meio Druída sei lá. Muito intrigante!

Layla disse...

muito interessante... eu nem imaginava que tivesse isso tudo por aí!!! Estamos conhecendo tanta coisa com a sua viagem... obrigada, Laura! Por partilhar conosco tudo isso!