domingo, 21 de outubro de 2007

Maringá, Maringá


Para compensar o desgaste do dia anterior, a viagem para Maringá foi bem curtinha, menos de uma hora. Chegamos cedo no ótimo Hotel Elo. Sula e Mário, que estavam secos por uma piscina desde o início da viagem (por alguma praga lançada por bruxa malvada, TODAS as piscinas de hotel até agora estavam interditadas, ou em obras, ou sendo limpas ou pintadas....), foram correndo se tostar ao sol. Helder foi dar uma volta e eu saí flanando pela cidade. Acabei num parque bonito, depois almocei num restaurante barato e com comida deliciosa. Depois do almoço, resolvi me presentear com uma tarde de dondoca. Escolhi um salão que me parecia bom, e pedi tratamento real: fiz as unhas do pé e da mão, delineamento de sobrancelha (que nunca faço) e até uma extravagante limpeza de pele! Custou uma baba, mas valeu super a pena. Dei uma relaxada boa, e as moças do salão eram todas excelentes profissionais (e lindas! Quando entrei no salão confesso que cheguei a ficar preocupada. as moças eram tão bonitas que o critério de seleção até parecia ser a beleza e não a competência!). Quando acabou a minha seção mordomia, me deparei com uma noiva que acabava de ser embonecada saindo do salão. É ela que aparece na foto. Ah, caso vocês venham a Maringá, vale a dica. O salão se chama Stilo (Rua S. Paulo, 174).

Um comentário:

Jaqueline Martins disse...

Um dia de dondoca, toda mulher merece, principalmente as flautistas de sombrancelhas sem fazer! A noiva está linda, adoro noivas!